DestaqueNotícias

Sem solução à vista barranco entra na lista de situação de emergência de Minas

A cidade de São Gonçalo do Sapucaí, foi incluída na lista das cidades em situação de emergência devido às chuvas que atingiram o estado nos últimos dias. Apesar de não ter ocorrências graves, o município foi incluído no decreto do governador Romeu Zema.

A cidade entrou na lista, após parte de um muro de contenção localizado no bairro Alto da Aparecida ceder na tarde da quinta-feira (16).  O local já apresentava problemas anteriores após obra realizada pela prefeitura e após sua conclusão, várias trincas e rachaduras apareceram.

Moradores cobram posição da Prefeitura em rede social

A construção do talude no bairro foi realizada pela prefeitura em maio de 2018, e novembro do mesmo ano, vários danos foram registrados após uma chuva. Parte da terra escoou e a calçada assim como parte da rua começou a apresentar trincas e rachaduras. De lá pra cá, vários reparos já foram realizados, até a empresa Sudeste Minas Construtora Ltda. ser contratada para solucionar o problema. Porém, a obra que custou aos cofres públicos mais de R$122 mil (último valor gasto na obra), foi entregue em outubro de 2019 e terminou causando mais danos.

Outro ponto que apresentou problemas com a chuva foi na Rua Quenta Sol. Uma casa segue em risco de desmoronamento. Responsáveis pela Secretaria de Assistência Social esteve presente no local na última sexta-feira (24) para dar suporte a família.

Início da construção da obra no bairro

Com o decreto, as cidades ficam dispensadas de fazer licitações para serviços e compras de materiais necessários às chuvas. A medida vale por 180 dias.

O decreto foi reconhecido pela Defesa Civil Nacional e a decisão deve ser publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (27).

Imagens Rede Social

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios