fbpx
Notícias

Sambistas e doadores de sangue saem em campanha para reforçar estoques

Hemorio espera atingir marca de 7 mil doadores até o fim desta semana

O samba vai se misturar à doação de sangue em três ações previstas para esta semana nas ruas do centro do Rio de Janeiro. Segundo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti (Hemorio), a meta é atingir a marca de 7 mil doadores até o fim desta semana, número que não é atingido há 20 anos.

Hoje (26), pelo quinto ano consecutivo, o bloco Vem Doar pra Mim, do Instituto Arcádia, sai pelas ruas do centro convidando cariocas e turistas a fazer parte de uma ação para aumentar o número de doadores de sangue para o IHemorio. A concentração é na Candelária, de onde os integrantes do bloco saem às 9h para uma caminhada pela calçada da Avenida Presidente Vargas até o Campo de Santana. Dali, eles seguem até o instituto.

O objetivo é atrair mais doadores de sangue para abastecer o Hemorio no carnaval, disse à Agência Brasil o coordenador do bloco e do Instituto Arcádia, Alexandre Sapucaia.

No local da concentração, o bloco distribuirá gratuitamente 200 abadás às pessoas interessadas em aderir à campanha do Hemorio. No ano passado, o Vem Doar pra Mim levou até o instituto 500 foliões que foram se juntando ao bloco ao longo do trajeto. “A expectativa é superar a marca de 2018”, disse Sapucaia.

Homenagem a Boechat

Ritmistas da bateria da Escola de Samba Beija Flor de vão comandar a animação dos foliões do bloco, que, ao chegar à porta do Hemorio, prestarão homenagem ao jornalista Ricardo Boechat, morto em acidente de helicóptero, no dia 11 deste mês, em São Paulo.

Com o auxílio de pernas de pau, o bloco vai estender uma faixa de 2 metros de altura com o rosto de Boechat que, segundo Alexandre Sapucaia, era um grande incentivador da doação de sangue.

Carioca Sangue Bom

Carioca Sangue Bom é o nome da campanha que a cervejaria Antarctica promove neste carnaval, em parceria com o Hemorio, convidando os cariocas a doar. sangue As doações feitas serão  na quarta-feira (27) nos hemocentros participantes e em um posto que será montado na Cinelândia, no centro da cidade. Para incentivar as pessoas a participar da campanha, serão distribuídos mil cartões com crédito em passagens de metrô e de ônibus para que elas possam aproveitar os cinco dias da festa. O posto de doação funcionará das 8h às 17h.

Os demais postos onde poderão ser feitas doações de sangue são o Serum – Banco de Sangue, situado na Rua Riachuelo, 43, centro; Hemocentro São Lucas – Terapia Celular, na Rua Manuela Barbosa, 50, Méier; Hemolad – Hospital São Francisco, Rua Conde de Bonfim, 1.033, Tijuca; Hemolad – Posto Bangu, Rua Francisco Real, 974, Bangu; Hematologistas Associados, Rua Conde de Irajá, 183, Botafogo; Núcleo de Hemoterapia Zona Sul – Instituto Nacional de Cardiologia, Rua das Laranjeiras, 374, Laranjeiras; Hemocentro Regional de Niterói – Hospital Universitário Antonio Pedro, Rua Marques do Paraná, 330, Niterói, região metropolitana do Rio; e no próprio Hemorio, Rua Frei Caneca, 8, centro.

Escolas de samba

Rio de Janeiro - Bloco Vem Doar pra Mim convoca foliões no centro da cidade para doar sangue no Hemorio (Tomaz Silva/Agência Brasil)
Passistas, pernas de pau e ritmistas ajudam o bloco a convocar mais doadores de sangue – Arquivo/Agência Brasil

A campanha feita em parceria com as escolas de samba do Grupo Especial Vista a Camisa da Solidariedade termina nesta semana. A iniciativa busca incentivar as doações de sangue durante o período do carnaval. Grandes escolas de samba do Rio de Janeiro participam da ação, levando ritmistas, passistas e casais de mestre sala e porta-bandeira para o salão de doação da unidade, no centro.

Para amanhã está marcada apresentação de passistas e ritmistas das escolas Acadêmicos do Salgueiro e Beija Flor de Nilópolis.

Quem pode doar

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 quilos, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens de 16 e 17 anos também podem doar, mas precisam de autorização dos pais ou responsáveis legais. Devem portar ainda um documento de identidade do responsável.

Não é necessário estar em jejum: basta evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes. Os voluntários não podem ter tido hepatite após os 10 anos, nem estar expostos a doenças transmissíveis pelo sangue, como sífilis, aids, hepatite e doenças de chagas. Mulheres grávidas ou que estejam amamentando e usuários de drogas não podem doar sangue.

Segundo o Hemorio, uma doação de sangue pode salvar até quatro pessoas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes, como hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas e plasma.]

Agência Brasil

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.