DestaqueEconomia

Romeu Zema e ministro Marcelo Álvaro Antônio participam de lançamento do Plano Nacional de Retomada do Turismo, em Ouro Preto

Governador recebeu recurso de R$ 300 milhões do governo federal, via BDMG, para fomentar o setor no estado

O governador Romeu Zema participou, nessa quinta-feira (3/8), do lançamento do Plano Nacional de Retomada do Turismo, promovido pelo Ministério do Turismo, em Ouro Preto, região Central do Estado.

Com a presença do ministro da pasta, Marcelo Álvaro Antônio, do secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, e do presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Sérgio Gusmão, o evento marcou a destinação de R$ 300 milhões do governo federal para o fomento do setor em Minas Gerais. O recurso, referente à segunda etapa do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), será operado pelo BDMG e tem o objetivo de melhorar o capital de giro e a infraestrutura turística. Na primeira etapa do fundo, Minas recebeu R$ 90 milhões. Deste total, o BDMG já liberou R$ 60 milhões em operações.

Zema destacou a importância do setor para a economia estadual e o empenho da gestão para recuperar os empregos afetados pela pandemia.

“O setor de Turismo e Cultura é um ponto crucial da economia mineira. Somos o estado com mais cidades históricas, mais instâncias hidrominerais, lagos e represas, com uma gastronomia que agrada quase todos. Temos tudo para atrair turistas e gerar muitos empregos, que foram afetados neste momento de isolamento social. Fico satisfeito de ver hotéis voltando a funcionar, isso demonstra que o pior está ficando pra trás. Naquilo que depender do Estado e do BDMG, teremos o maior empenho. Vamos deixar esses empréstimos com risco menor, para que o processo seja o mais ágil possível”, afirmou.

Parceria

O ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio destacou a parceria entre governos federal e estadual e a intenção de ajudar o setor a se recuperar.

“O ano de 2019 foi marcado por recordes e conquistas históricas, mas, infelizmente, fomos surpreendidos por uma pandemia sem precedentes. Por isso esta noite é tão importante: este é o marco da retomada do turismo no nosso país. Nosso trabalho não para por aqui e em breve teremos novidades para compartilhar. Sempre com foco em garantir a recuperação econômica e inclusão social dos milhões de brasileiros afetados por essa situação”, disse.

Também participaram da cerimônia o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno; o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França; o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Pedro Mastrobuono; o diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine), Alex Braga; deputados estaduais e federal, entre outras autoridades.

Lei Aldir Blanc

Outro anúncio feito durante o lançamento do plano de retomada turística foi a liberação de R$ 135,7 milhões para o Governo de Minas, via Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, por meio da Lei Aldir Blanc, que prevê auxílio financeiro ao setor cultural. Outros R$ 160 milhões serão destinados diretamente aos municípios, pelo governo federal. O recurso será utilizado para apoiar profissionais da área que sofreram com impacto das medidas de distanciamento social.

Audiovisual

Durante a agenda, o ministro Marcelo Álvaro Antônio e o governador Zema também assinaram um protocolo de intenção para contratar o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) para atuar como agente financeiro do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), operando linhas de crédito e investimento no audiovisual brasileiro.

O credenciamento do BDMG vai ampliar a capacidade de gestão e investimento do FSA, tornando mais eficiente a operação do Fundo. A medida é importante passo na descentralização da aplicação dos recursos do FSA e no desenvolvimento nacional.

Em Minas Gerais, 16 empresas mineiras do setor audiovisual, dentre produtoras e exibidoras, terão acesso ao crédito emergencial para manutenção de suas atividades e empregos, somando um recurso de R$ 34 milhões; e 34 complexos de pequenos exibidores mineiros receberão auxílio financeiro no valor médio de R$ 28 mil, totalizando um apoio de R$ 950 mil à manutenção de suas atividades.

Minas para Minas

A solenidade também contou com o lançamento do programa Minas para Minas, da Secult, que prevê ações de incentivo ao turismo local, auxiliando sua adaptação às exigências sanitárias impostas pela pandemia.

Durante o evento, o governador Romeu Zema e o ministro Marcelo Álvaro Antônio assinaram uma carta de intenção que firma o apoio do governo federal ao Governo de Minas na condução do programa. Serão repassados R$ 3 milhões ao Estado, que promoverá a valorização de municípios e pontos turísticos, potencializando a retomada da visitação aos destinos mineiros.

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios