DestaqueNotícias

Produtores rurais devem atualizar o cadastro na Cemig

Segundo resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel, os produtores rurais que tem direito à tarifa rural e/ou irrigante precisam atualizar seu cadastro junto a concessionária para continuar com o benefício. A Cemig está encaminhando uma carta para cada cliente que precisa ter o cadastro atualizado. A data limite para o recadastramento consta na correspondência, e variam entre os dias 16 e 21 de novembro. Apenas os clientes notificados pela Cemig precisam realizar o procedimento nesta primeira etapa.

Para realizar o recadastramento, o cliente precisa ir até uma agência da Cemig ou Posto de Atendimento Cemig Fácil com os seguintes documentos:

  • ·         Conta de energia,
  • ·         CPF,
  • ·         CNPJ com data de emissão recente (se pessoa jurídica)
  • ·         Relação dos equipamentos que utilizam energia elétrica e as respectivas potencias (assinada pelo titular da conta)
  • ·         Número da inscrição estadual (se houver)
  • ·         ITR – Imposto sobre a propriedade territorial rural ou documento municipal que comprove a localização rural
  • ·         Cópia do contrato ou estatuto social e sua última alteração(se pessoa jurídica)
  • ·         Cópia da ata ou outro documento de designação do representante legal (se pessoa jurídica)
  • ·         Registro de produtor rural expedido por órgão público ou outro documento que comprove a atividade rural exercida

Os clientes que fazem parte da classe de consumo irrigante, além dos documentos acima, precisam levar o comprovante do licenciamento ambiental e da outorga do direito de uso de recursos hídricos, quando exigido em legislação federal, estadual, municipal ou da sua dispensa.

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios