DestaqueInternacionalNotíciasPolíticaSaúde

Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro oferece ajuda a Manaus com oxigênio

País sul-americano, que vive crise humanitária, disse que vai oferecer todo o oxigênio necessário à capital do Amazonas

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, se dispôs a ajudar o Brasil a superar o problema do colapso na saúde em Manaus, no Amazonas. Por meio do ministro das Relações Exteriores, Jorge Arreaza, o país ofereceu oxigênio necessário para minimizar a dificuldade dos hospitais.

O país, que vive grave crise humanitária entrou em contato direto com o governo do Amazonas, abrindo mão de conversar com o governo federal. “Por instruções do presidente Nicolas Maduro, conversamos com o governador do estado do Amazonas, Wilson Lima, para colocar imediatamente à disposição o oxigênio necessário para atender a contingência sanitária em Manaus. Solidariedade latino-americana a todos”, escreveu o chanceler.

Pela logística mais fácil, a Venezuela seria o país com opção mais viável para importação do oxigênio e pela oferta do insumo.

As empresas que produzem os cilindros aumentaram a capacidade de fabricação ao limite, mas a demanda seria três vezes maior ao que Manaus conta atualmente. Uma das soluções seria apelar à fornecedora White Martins, que já tem parceria com o governo do Amazonas e está trabalhando em ritmo acelerado para atender à demanda.

A empresa também informou que colocou a disposição das autoridades 32 tanques criogênicos móveis que estão em São Paulo e serão transportados para Manaus.

O Amazonas já registrou mais de 219 mil casos da COVID-19 e 5.879 mortes desde o início da pandemia. Pelo menos 1.564 pacientes seguem internados no estado.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios