DestaquePolítica

Preocupação de que discurso de Lula incite violência entra no radar de militares

Em meio à libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) após 580 dias de prisão, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) reuniu o comando militar na manhã desse sábado (9) a fim de avaliar o cenário. Segundo reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, a avaliação entre os militares é que não há sinais de movimentos atípicos, ainda que haja a preocupação de que o discurso de Lula possa incitar a violência.

Na reunião, opinião do tipo foi expressada, por exemplo, pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno. Em sua conta no Twitter, ele reforçou: “Lula, em seu discurso, mostra quem é e o que deseja para o país. Incita a violência (cita povo do Chile como exemplo), agride várias instituições, ofende o presidente da república e mostra seu total desconhecimento sobre carreira militar”, tuitou.

Mesmo a repercussão do discurso do petista em outros países está sob monitoramento, sobretudo na América Latina, onde há manifestações em países como Chile e Bolívia. Uma das preocupações é a exaltação de ânimos na Bolívia, cujas forças armadas, em parte, decidiram retirar apoio ao presidente Evo Morales ao se recusar a conter protestos contrários ao governo.

Segundo o Estadão, participaram da reunião de pouco mais de meia hora deste sábado também o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e os comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica.

Yahoo

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios

Receba notícias em seu email

Coloque seu melhor email: