DestaqueNotícias

Prefeito pede desculpas após se exaltar com servidores públicos e chamá-los de súditos

Funcionários públicos que participaram de uma reunião na última sexta-feira (25), sobre prevenção de acidentes em Cássia, gravaram um vídeo do prefeito, Marcos Leandro Almeida Arantes (PMN), onde chamou os servidores de súditos e chegou a expulsar alguns após ser contrariado. O vídeo circulou nas redes sociais. E nessa segunda-feira (28) o prefeito gravou um áudio pedindo desculpas aos servidores municipais, e negou ter dito a palavra súditos.

Na gravação é possível ouvir o prefeito dizer: “Tem cinco cadeiras aqui na frente, os súditos por favor ocupem essa cadeira”. Em outro trecho, o prefeito manda um funcionário se retirar do local, após ele se negar a mudar de lugar: “Então o senhor tá, pode ir embora. Um dia de gancho pro senhor. É agora… É pra sair agora. É pra sair agora, não… não… isso aqui é trabalho. O senhor não quer obedecer uma ordem, por favor, se retire, se retire do estabelecimento. Se o senhor achar ruim, converse com o sindicato”.

Na gravação feita pelo prefeito, ele nega ter dito a palavra súditos, mas se desculpou pelo modo como tratou os funcionários.

“Quero esclarecer a todos que em nenhum momento eu falei a palavra ‘súditos’ na última reunião que tivemos na sexta-feira. Uma reunião de trabalho, da semana interna da prevenção de acidentes. Peço desculpas a todos os funcionários que lá estavam devido à minha alteração, da minha indignação de não ter sido atendido numa solicitação de aproximação da mesa onde estavam realizando, iriam realizar os trabalhos de uma importante reunião que é pra salvar vidas. Eu espero que daqui pra frente as pessoas tenham mais consciência do poder da internet. E da minha parte, eu vou procurar sempre manter a minha linha que é sempre de escutar as pessoas e um bom convívio”, concluiu.

 

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios