DestaqueNotícias

Moradores lutam para manter ponte histórica de pé, em Cordislândia e Machado

A ponte de concreto armado com arcos vem apresentando problemas estruturais e está interditada para passagem de ônibus e caminhões desde agosto de 2015

Um grupo de moradores se mobiliza em rede social para reivindicar reforma de ponte de concreto armado sobre o Rio Sapucaí que liga os municípios de Cordislândia e Machado, no sul de Minas.

Já em longa espera pela reforma da ponte, várias pessoas se uniram na criação de um grupo no grupo no Facebook, o “SOS Ponte Rio Sapucaí”, que é uma reivindicação antiga dos moradores das cidades de Cordislândia, Machado, Turvolândia, Monsenhor Paulo, Carvalhópolis, Silvianópolis e São Gonçalo do Sapucaí.

“O SOS Ponte Rio Sapucaí” teve início dia 11 de março de 2020 e com pouco mais de duas semanas já atingiu a participação de quase 1.500 membros.

Entenda a situação

No ano de 2011 a Câmara Municipal de Cordislândia aprovou uma lei que proibia o tráfego de caminhões pela ponte. Contudo, muitos motoristas se arriscando na travessia, levou a sua interdição parcial em agosto de 2015.

Na ocasião, a secretaria de obras assentou duas manilhas de concreto em cada lado da ponte, de modo a inibir a passagem de veículos com até 2,5 metros de largura. Pouco tempo depois, a interdição já causava transtornos à população, quando nossa equipe visitou o local e entrevistou usuários da ponte. Mesmo com a interdição, alguns motoristas vêm se arriscando na travessia do local.

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios