DestaqueGeral

Jovem publica pedido de perdão após ser preso por ameaçar presidente

Pedro Venício Souza Ferreira, de 25 anos, publicou um texto no Facebook pedindo perdão, e afirmou que tudo foi um mal-entendido devido a uma brincadeira infeliz. Ele foi preso suspeito de planejar ataques ao presidente Jair Bolsonaro durante sua visita, em Três Corações, no dia 29 de novembro.

No texto Pedro diz que fez sem noção das consequências, e que está pagando caro por isso. Ele pede perdão para as pessoas próximas que sofreram com a situação, e que jamais agiria mal intencionado e está arrependido. Em sua postagem, vários amigos são solidários a ele.

Prisão

Pedro Venício foi preso no dia 29, quando o presidente Jair Bolsonaro esteve presente na formatura de Sargentos da ESA, em Três Corações.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, Pedro foi abordado por algumas pessoas devido as publicações feitas em redes sociais, onde se comprometia em frustrar o evento e ameaçava a segurança nacional. Diante das abordagens, ele se retirou do local.

Em um dos vídeos, Pedro disse que “estaria analisando toda a situação, toda a área, para poder bolar seu plano que na hora em que o Presidente chegasse ao referido batalhão, iria acertar ele”.

Pedro foi localizado em sua residência e preso. Em depoimento, ele disse que realizava trabalho eventual para uma empresa de limpeza terceirizada pela EsSa. E que fez os vídeos e as fotografias, por ironia, por inconformismo político, já que possui um posicionamento político de centro-esquerda, mas que não integra qualquer entidade de classe.

 

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios