Tecnologia

Identifique mensagens que travam o WhatsApp

Com milhões de usuários em todo o mundo, o WhatsApp é um prato cheio para os hackers. A ameaça do momento é o compartilhamento de mensagens com conteúdos maliciosos que podem travar o app de forma irreversível.

Esse tipo de conteúdo cria um loop que acaba com a experiência de uso do mensageiro. E se o usuário fechar e abrir o app, a situação piora. Apesar de os desenvolvedores do WhatsApp estarem cientes da situação, ainda não há uma solução definitiva para o problema.

Enquanto isso, uma das formas de reverter o processo é usar o WhatsApp Web para apagar essas mensagens. Assim, o aplicativo volta a funcionar normalmente no smartphone. Ainda assim, a prática só funciona se a sessão na web estiver ativa antes de abrir uma mensagem maliciosa no aplicativo. Se não, é impossível ler o QR Code para acessar o mensageiro no computador.

Outra dica é revisar as opções de privacidade para evitar que seu número seja adicionado em grupos suspeitos. Como ainda não existe uma forma oficial prática e simples de reverter o problema, na maioria dos casos é preciso apagar o app e reinstalá-lo.

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios