GeralNotícias

Hospitais do Sus no Rio estão com 97% de lotação das vagas de UTIs

Os  quase 600 leitos de UTI da Rede SUS no município do Rio registravam ocupação de  97% nesta terça-feira (28), de acordo com a Prefeitura do Rio.  Mais da metade deles, 360, ocupados com pacientes em tratamento da forma mais grave da Covid-19.

 

Em toda a rede de hospitais municipais, estaduais e federais da capital, há mais  de 1200  pacientes internados com suspeita da infecção. O cenário é preocupante diante do crescente aumento do número de mortes e casos confirmados na capital fluminense. A prefeitura informou que  desde o início da pandemia abriu 424 leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19, destes, 138 de UTI. E que depende da chegada de equipamentos para ampliar sua capacidade de atendimento.

Na sexta-feira ()1), a prefeitura vai abrir 100 leitos do Hospital de Campanha do Riocentro, na zona oeste da cidade. 80 deles de clínica médica e 20 de UTI. Quando estiver em plena operação, a unidade terá 100 leitos para tratamento intensivo e 400 de enfermaria.

 

Na rede estadual,  apenas o  Hospital Regional Zilda Arns  e o  Hospital de Campanha Lagoa-Barra disponibilizavam vagas para tratamento intensivo de pacientes com a doença. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, na unidade de campanha recém inagurada, na zona sul do Rio, 28 dos 30 leitos de UTI estavam ocupados nesta terça-feira (28). No Zilda Arns, em Volta Redonda, no  sul do estado, a taxa de ocupação em UTIs era de 79%.

Está previsto para o início de maio a inauguração do segundo hospital de campanha estadual. Montada no Maracanã, a unidade terá 400 leitos, 80 deles de UTI. Segundo a secretaria, outros  sete hospitais de campanha e uma estrutura modular tambem devem ser inaugurados de forma gradativa ao longo do mês de maio, com previsão de mais mil e 400 leitos.

 

A Justiça federal no Rio determinou a liberação de leitos de UTI nos seis hospitais federais do município. O prazo para o cumprimento da medida terminou na segunda-feira (27). A medida foi discutida numa reunião virtual da juiza do caso com o superintendente do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro, Jonas Roza, e a Defensoria Publica da União.

 

Procurado pela Agência Brasil, o Ministério da Saúde informou que só se pronuncia no processo. Dos seis hospitais federais na capital, pelo menos tres têm recebido pacientes para desafogar o sistema. Somente nesta terça, foram registradas mais 61 mortes por coronavírus no estado, outros 259 óbitos estão em investigação.

 

No total,  já são 738 pacientes vitimas da doença. A maioria deles, 456, é  da capital fluminense, que contabiliza mais de cinco mil e 500 casos do coronavírus. No total, o estado tem mais de oito mil e 500 pessoas diagnosticadas com a Covid 19.

 

Fonte
EBC
Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios