DestaqueEsportes

Goleiro Bruno é o novo integrante do time de Poços de Caldas

Jogador de 34 anos obteve progressão de pena no mês passado e passou para o regime semiaberto

O Poços de Caldas Futebol Clube anunciou oficialmente nesta terça-feira (27) o goleiro Bruno Fernandes, como seu novo reforço. O clube disputará a terceira divisão do Campeonato Mineiro 2020. “O Poços de Caldas Futebol Clube tem novo goleiro. Bruno Fernandes chegou a um acordo com o clube e é o mais novo atleta do Vulcão”, comemorou o clube pelas redes sociais.

O acerto já estava encaminhado desde 13 de agosto, quando o Superesportes noticiou que as negociações estavam avançadas. Bruno aguardava liberação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) para ser anunciado. A princípio, Bruno treinará diariamente em Varginha, onde cumpre o regime semiaberto.
Em 2020, ano em que o clube disputará a terceira divisão estadual, ele precisará de autorizações pontuais da Justiça para entrar em campo fora dessa comarca.
Progressão de pena
Em 18 de julho, a Justiça concedeu progressão de pena a Bruno e ele teve direito ao regime semiaberto. Uma das exigências do juiz Tarciso Moreira de Souza, inclusive, era que o goleiro trabalhasse.
Segundo a decisão judicial que o concedeu o regime semiaberto, Bruno deve ficar em casa no período entre 20h e 6h. A decisão anulou a falta grave cometida pelo réu, aplicada devido à matéria publicada pela TV Alterosa Sul de Minas, na qual o ex-jogador do Atlético foi flagrado em um bar na companhia de mulheres e com uma lata de cerveja em cima da mesa.
Ainda de acordo com o documento, Bruno “satisfaz as exigências subjetivas e objetivas para a concessão da progressão de regime para o semiaberto”.
 O magistrado também ressaltou que o goleiro “já cumpriu o lapso temporal necessário da pena imposta no regime fechado”. O juiz destaca, ainda, que a “conduta carcerária” do jogador lhe garante a “reinserção à vida social”.
Superesporte
Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios