Internacional

França suspende cobrança de contas de luz, água e gás durante quarentena do Coronovírus

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta segunda-feira (16) a suspensão da tramitação da reforma da Previdência. Determinou o adiamento de segundo turno das eleições municipais (o primeiro ocorreu neste domingo), a suspensão da cobrança de impostos, de contas de água, gás e aluguéis. Também estão fechadas as fronteiras e impedidas viagens por 30 dias.

Macron falou por três vezes que o país está em “guerra”. “Fiquem em casa e fiquem calmos. Não podemos deixar circular fake news. Se ocupem dos parentes mais próximos. Leiam, reencontrem o sentido do essencial. É importante evitar o pânico. Acreditem que o esforço que peço agora é inédito, mas as circunstâncias obrigam. Estamos em guerra. Não contra um exército, mas o inimigo está aqui e isso requer mobilização geral”, disse.

O líder francês de centro-direita chamou o cenário de “crise sanitária sem precedentes“, e fez a previsão de que o mundo sofrerá com impactos “humanos, sociais e econômicos”. “É o desafio que temos que enfrentar. Pedimos sacrifícios. Nunca os sacrifícios devem pesar aos mais fracos, assalariados, com trabalhos precários.”

Macron ainda anunciou a criação de um fundo estatal para minimizar os impactos da pandemia. “Estamos colocando em ação dispositivo excepcional de adiamento de impostos, apoio a financiamentos e garantindo 300 bilhões de euros para pequenas empresas. As pequenas empresas não precisaram pagar impostos. Contas de água, gás e alugueis devem ser suspensos para que assalariados não fiquem sem recursos necessários. Um fundo de solidariedade vai ser criado com financiamento do Estado.”

A França continua com a interdição de bares, restaurantes, lojas, casas noturnas, repartições públicas, museus e pontos turísticos.

Fonte
Curta mais
Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios