fbpx
Nacional

Filha de suspeito preso no caso Marielle teria namorado filho de Bolsonaro

São Paulo — O delegado Giniton Lages, responsável pelas investigações do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, confirmou nesta terça-feira (12) que uma filha de Ronie Lessa, preso nesta madrugada como suspeito do crime, teria namorado um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro.

Durante entrevista coletiva, o delegado foi questionado se a relação entre o filho mais novo do presidente, Jair Renan, de 20 anos, seria verdadeira.

“Isso tem [namoro entre os dois], mas isso, para nós, hoje, não importou na motivação delitiva. Isso vai ser enfrentado num momento oportuno. Não é importante para esse momento”, disse.

Marcello Rego@MarcelloRego

O delegado responsável pela investigação do assassinato da vereadora do Psol Marielle Franco, Giniton Lages, afirmou que uma filha de Ronnie Lessa, preso hoje como suspeito do crime, teria sido namorada de um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro.

Lessa, apontado como o possível autor dos disparos de arma de fogo, reside no mesmo condomínio onde Bolsonaro e seu filho Carlos Bolsonaro têm casa, na Barra da Tijuca.

O fato de um dos detidos nesta madrugada morar no mesmo lugar, segundo Lages, não tem relação com o caso Marielle.

“O fato de ele morar no condomínio não diz muita coisa, não para a investigação da Marielle. Ele não tem uma relação direta, nós não detectamos”, resumiu.

Prisões

Nesta madrugada, uma operação conjunta do MP, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e da Polícia Civil prendeu os dois suspeitos de matar a vereadora e seu motorista.

Ronie Lessa, policial militar reformado, e Elcio Vieira de Queiroz, expulso da Polícia Militar, foram denunciados por homicídio qualificado e por tentativa de homicídio de Fernanda Chaves, assessora que também estava no carro.

Lessa teria sido o autor dos disparos de arma de fogo e Elcio, o condutor do veículo Cobalt utilizado na execução. O MP informou que o crime foi planejado de forma meticulosa durante os três meses que antecederam os assassinatos.

Além dos mandados de prisão, a Operação Lume cumpre mandados de busca e apreensão em endereços dos dois acusados para apreender documentos, celulares, computadores, armas, munições e outros objetos.

Fonte Exame

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.