fbpx
DestaqueNotícias

Favorito ao Mister Brasil 2019 casado com prefeito de Lins, SP fala de preconceito

Hoje ainda sofro, até porque, além de gay, sou negro, faço parte de duas minorias, vivemos um passo de cada vez

O baiano e modelo Max Souza, de 26 anos, vai representar a cidade Lins, no interior paulista pode ser o primeiro negro a vencer o concurso Mister Brasil, na próxima sexta-feira(29). Max é casado com o prefeito de Lins, Edgar de Souza. Eles estão juntos há sete meses e reclama de preconceito. A notícia é do jornal Extra.

Mister Brasil, Max Souza é casado com prefeito de cidade paulista e fala de preconceito Foto: Laércio Luz/ reprodução/ instagram

“Eu sempre quis participar do concurso, mas esperei o momento de estar mais preparado. E esse momento chegou! Que eu me lembre, nunca teve um vencedor negro, quero ser o primeiro”, diz o modelo.

Nós temos uma relação muito boa, de muito amor e verdade. Juntos nunca sofremos nenhum tipo de preconceito de forma que a gente tenha percebido”, garante ele, que no entanto, já se viu em situações bastante constrangedoras. “Eu já sofri, principalmente na adolescência, mas sempre tirei de letra. Hoje ainda sofro, até porque, além de gay, sou negro, faço parte de duas minorias, vivemos um passo de cada vez. Acredito que um dia não seremos julgado pela cor nem pela sexualidade”.

A despeito de todo preconceito que ainda enfrenta no dia a dia, ao lado de Edgar, Max o modelo de 1,82m e corpo saradíssimo pensa em ter filhos

Na Europa fui barrado na balada

Um destes episódios ficou marcado. E foi fora do Brasil. “Há dois anos, fiz uma viagem para Europa, e conheci muitas cidades da Alemanha, em uma delas fui em uma balada com um amigo. A balada tinha três andares de camarotes, cada uma delas você tinha que estar com uma pulseira e eu estava com todas, daí em um determinado momento fui ao banheiro. Na volta, ao tentar entrar o segurança não quis deixar eu entrar, mostrei as pulseiras e perguntei por que? E ele falou: porque não! E muita gente começou a olhar, Sendo que eu estava com todas as pulseiras. Daí meu amigo viu e veio até a porta e perguntou porque eu não poderia entrar, ele disfarçou e falou que não estava acontecendo nada, e me deixou entrar. No dia eu fiquei sem palavras. Na hora você fica sem reação”, descreve.

A despeito de todo preconceito que ainda enfrenta no dia a dia, ao lado de Edgar, o modelo de 1,82m e corpo saradíssimo, pensa em formar uma família: “Conversamos muito sobre. Nós amamos crianças. Hoje temos várias opções de termos um filho. Seja com barriga de aluguel, adotando. Logo logo aumentamos a família”.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.