fbpx
Esportes

Família diz que campeã mundial de ciclismo sofreu lesão antes de morrer

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A morte da ciclista campeã mundial Kelly Catlin, 23, na última sexta-feira (8), acendeu entre analistas esportivos e médicos do esporte a dúvida sobre uma possível relação entre o suicídio da atleta com uma concussão sofrida no fim do ano passado.

A revelação da lesão, somada a um braço quebrado em outubro de 2018, foi feita pela família de Kelly. Mark, pai da ciclista, afirmou ao Washington Post que sua filha passou a se comportar diferente após a lesão. “Depois da concussão, ela começou a abraçar o niilismo. A vida não tinha sentido. Não tinha propósito. Isso era uma pessoa com depressão. Ela não conseguia mais se concentrar nos estudos ou treinar forte. Não conseguia perceber que o que ela precisava fazer era dar um passo para o lado e descansar, se curar”, disse o pai.

Em janeiro, a família da atleta diz que entrou em contato com a polícia após receber um email dela.” Ela tinha dores muito fortes de cabeça e era sensível à luz. Depois ela tentou cometer suicídio em janeiro. Ela escreveu um longo e-mail [para a família] e disse que seus pensamentos estavam correndo o tempo todo. Nós chamamos a polícia no momento em que recebemos o e-mail, e eles chegaram lá a tempo de salvá-la aquela vez”, contou a irmã Christine.

No último mês de fevereiro, Kelly publicou um texto na revista Velo News, especializada em ciclismo, contando como tentava, sem sucesso, conciliar a vida de atleta de alto nível com a de estudante. Além das competições, Kelly fazia pós-graduação em engenharia matemática e computacional na universidade de Stanford, na Califórnia. Ela já era formada em matemática e chinês.

“Por ser uma aluna de pós-graduação e uma ciclista profissional, parece que preciso viajar no tempo para conseguir fazer tudo, e algumas coisas ainda me escapam”, escreveu.”Agora é a hora que você acha que eu escreverei algo clichê, como ‘gerenciar o tempo é tudo’ ou alguma frase motivacional, como ‘ser uma estudante faz de mim uma atleta melhor'”, já que de algum jeito eu consigo conciliar tudo, certo? Pode até ser, mas a verdade é que na maior parte do tempo eu não consigo conciliar. É como fazer malabarismo com facas, mas eu estou na verdade derrubando várias delas. A diferença é que a maioria delas atingem o chão, não a mim.”

“Então, lembre-se: Assim como com seus músculos, sua mente só pode se restaurar e se fortalecer com descanso. Peça um dia de folga ou, se você tiver a sorte de ser seu próprio capataz (digo, técnico), dê um dia de descanso a si mesmo. Ao contrário de todo o resto na vida, isso não poderá lhe fazer mal algum”, finalizou Kelly.

Fonte: Esportes ao Minuto

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.