DestaqueGeralNotíciasPolítica

Em São Gonçalo do Sapucaí, vereador Plínio se queixa de perseguição por parte do prefeito Elói Radin

“O senhor tem um lado bom, mas o lado ruim do senhor, é muito ruim, é muito perverso”, aponta o vereador.

 O vereador Plínio Domingues usou a Tribuna Popular por 17 minutos para denunciar que o prefeito Elói Radin estaria lhe perseguindo por causa de seu posicionamento como vereador na câmara, com denúncias no Ministério Público e Processos Administrativos.

Na ocasião o vereador se queixou de perseguição política, dívida de mais R$ 1 milhão referente ao INSS dos funcionários, desvio de função e renúncia de receita.

Plínio Domingues apontou em sua fala, situações que, em sua opinião estão irregulares perante a Lei de Responsabilidade Fiscal, causando danos ao erário e ao funcionalismo público. Ele pediu mais zelo com o dinheiro público e com o pagamento do INSS dos Servidores.

Ele questionou ainda a atuação da filha do prefeito e nutricionista da Prefeitura, Giselda Allerand, na Secretaria de Assistência Social. “Eu gostaria de saber, qual é a função da senhora Giselda, já que ela está fazendo visita como se fosse assistente social”.

Ao ser indagado pela nossa equipe de reportagem sobre a falta de depósito do INSS dos funcionários, o vereador assegurou que é uma falha grave da atual gestão e disse;

A Secretária de Governo, Rita Azevedo, disse que a prefeitura está com as Certidões em dia, mas na verdade a realidade não é bem assim. Eles parcelaram a dívida, junto ao INSS, mas, não estão pagando, e se for precisar de uma nova CND, não vão conseguir pois já está bloqueada.”

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios