Economia

Disputa comercial entre EUA e China respinga nos mercados de câmbio

A disputa comercial entre os Estados Unidos e a China respingou nos mercados de câmbio nesta semana. Investidores dizem que isso pode piorar a retaliação olho por olho que prejudicou as relações entre as duas maiores economias do mundo.

O presidente americano Donald Trump colocou mais lenha na fogueira no início de agosto. Ele afirmou que seu país vai impor tarifas sobre quase todas as importações chinesas a partir de 1º de setembro.

Trump acrescentou que a China não cumpriu o compromisso de adquirir produtos agropecuários dos Estados Unidos.

Segundo analistas, a resposta de Pequim, na segunda-feira, foi permitir que a moeda chinesa se desvalorizasse diante do dólar a um nível que não era visto há 11 anos. O yuan mais fraco torna as exportações chinesas mais baratas nos mercados estrangeiros.

Em Washington, o Departamento do Tesouro americano respondeu imediatamente chamando a China de manipuladora cambial.

Já o banco central chinês declarou que não agiu para desvalorizar o yuan. De acordo com o órgão, as ações do lado americano contra a China estão desestabilizando os mercados financeiros e a economia global.

A disputa prejudica o comércio com outros países, incluindo o Japão. Também está atraindo investidores até ativos menos arriscados, como, por exemplo, o iene. Com a valorização da moeda japonesa, produtos do país se tornam mais caros.

Agora, os investidores voltam suas atenções para as negociações comerciais de setembro entre Washington e Pequim, ao mesmo tempo que se preparam para mais agitação nos mercados.

Agência Brasil

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios