Esportes

Cruzeiro tenta desencantar e eliminar o River Plate na Libertadores

Time mineiro não faz gol há cinco jogos e enfrenta o tradicional time argentina na briga por uma vaga para as oitavas de final da competição continental

Depois de ter superado o  Atlético-MG  com uma expressiva vitória por 3 a 0 no duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no último dia 11, o  Cruzeiro  acumulou cinco jogos consecutivos sem marcar gols. O último destes confrontos de jejum ocorreu no domingo, quando a equipe, repleta de reservas, decepcionou a sua torcida ao ser derrotada por 2 a 0 pelo  Athletico-PR, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro.

E o time comandado pelo técnico Mano Menezes terá nova chance de desencantar e acabar com a má fase nesta terça-feira, quando encara o River Plate, às 19h15, novamente no Mineirão, pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

No jogo de ida, realizado na semana passada, em Buenos Aires, os cruzeirenses empataram por 0 a 0 com os atuais campeões continentais. Antes disso, a equipe celeste também ficou na igualdade sem gols com o Botafogo, pelo Brasileirão, e caiu por 2 a 0 diante do rival Atlético-MG na volta das quartas de final da Copa do Brasil. Na sequência, em Salvador, o time mineiro não saiu do zero com o Bahia, em novo empate, pela 11ª rodada da competição nacional.

O Cruzeiro precisa de uma vitória simples sobre o River para se garantir nas quartas de final da Libertadores, mas, se tomar um gol, terá de marcar pelo menos dois para seguir vivo no torneio continental, tendo em vista o maior peso da bolas na rede fora de casa para efeito de desempate em caso de igualdade no saldo do mata-mata.

“Temos de ser bem contundentes. A gente tem jogadores com muita rodagem no futebol e vamos usar isso a nosso favor. Temos de ter paciência, tranquilidade, pois o gol vai sair naturalmente”, pede o meia Marquinhos Gabriel, que aponta as virtudes que a equipe brasileira precisa exibir para despachar o River, quatro vezes campeão da Libertadores.

“Temos de estar bem preparados para executar o que o Mano passará para a gente. Tentamos o gol lá (em Buenos Aires) e não conseguimos. Aqui, a gente tem de ter uma defesa sólida… Atacar todo mundo junto para sair com a vitória”, receitou.

A imprensa só pôde acompanhar a coletiva de Marquinhos Gabriel na segunda-feira. Mano fechou todo o treino que o elenco do Cruzeiro realizou na parte da tarde e não deu pistas em relação ao time que escalará nesta terça. O meias Robinho e Thiago Neves, que se recuperam de dores na panturrilha, são considerados dúvidas, sendo que o primeiro deles é quem tem maiores chances de não começar entre os titulares.

Uma provável formação da equipe é a seguinte: Fábio; Orejuela, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Romero; Robinho (Ariel Cabral), Thiago Neves (Fred) e Marquinhos Gabriel; Pedro Rocha.

Pelo lado do River, que joga por uma vitória simples ou um empate com gols para avançar às quartas de final, o técnico Marcelo Gallardo não poderá contar com o seu capitão, o defensor Javier Pinola, que está lesionado e precisou ser substituído já no primeiro tempo do duelo de ida das oitavas de final. Robert Rojas, que entrou no seu lugar no decorrer daquele confronto, está confirmado entre os titulares.

Em compensação, a equipe argentina desta vez poderá contar desde o início do jogo com o atacante Lucas Pratto, agora plenamente recuperado de lesão. Na semana passada, ele entrou apenas no segundo tempo da partida diante dos cruzeirenses e sofreu um pênalti no finalzinho do embate no estádio Monumental de Núñez. Porém, o atacante Matías Suárez desperdiçou a penalidade no lance derradeiro do jogo, aos 53 minutos do segundo tempo. Titular naquela ocasião, ele ficará como opção de banco nesta terça-feira. A dupla de ataque deverá ser formada por Pratto e Borré.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios