DestaqueNotíciasSaúde

Comércio de Itajubá deve permanecer fechado por recomendação do MP, diz prefeitura

Segundo o prefeito Rodrigo Riera, apenas os estabelecimentos que prestam serviços essenciais devem funcionar.

A Prefeitura de Itajubá informou que o comércio da cidade deve permanecer fechado a partir desta terça-feira (31) por uma recomendação do Ministério Público do Estado de Minas Gerais. Os estabelecimentos tinham voltado a funcionar na segunda-feira (30), mas a decisão deve manter apenas os locais que prestam serviços essenciais em funcionamento.

A decisão foi divulgada pelo prefeito Rodrigo Riera por meio de nota oficial e também em um vídeo publicado nas redes sociais. Segundo o prefeito, a decisão foi assinada pelo Promotor de Justiça, Leonardo de Faria Gignon.

Além de Itajubá, segundo nota da prefeitura, a recomendação vale para outros municípios da comarca, como Marmelópolis, Piranguçu, Delfim Moreira e Wenceslau Braz. Em uma das cláusulas lida pelo prefeito, o promotor diz que “o comércio de Itajubá, em sua grande maioria, voltou a funcionar nesta data de 30/03, muitos dos quais obedecer qualquer sorte de cautela para impedir o contato entre pessoas”.

Com isso, a partir desta terça, o funcionamento geral fica suspenso. Os estabelecimentos que não cumprirem a determinação e que provocarem aglomerações podem ter o alvará de funcionamento ou o alvará sanitário suspenso.

No vídeo divulgado nas redes sociais, o prefeito, ao lado do vice-prefeito Christian Gonçalves, e do secretário municipal de Saúde, Nilo Baracho, pede colaboração aos moradores.

“Estamos trabalhando bastante, sempre em sintonia com todas as instituições da nossa cidade. No entanto, algumas decisões fogem a nossa alçada e a qualquer momento podemos receber novas orientações do Governo Estadual ou do Governo Federal”, reafirmou o vice-prefeito Christian Gonçalves.

Fonte
G1
Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios