fbpx
DestaqueNotícias

Comerciante se defende de boatos que o acusam de participação em roubo de malote em SGS

O empresário Celso Dias, que está na cidade há três anos, onde é dono de uma casa de carnes e cervejaria em São Gonçalo do Sapucaí, recebeu a nossa reportagem e falou sobre o boato que corre nas redes sociais, ligando o seu nome ao crime que aconteceu na tarde desta segunda-feira (25) na cidade. Segundo uma das postagens, Celso seria o arquiteto do plano que culminou com a subtração de um malote de dinheiro de um supermercado da cidade, e terminou com um policial reformado ferido.
 
Tal boato terá surgido por conta de um dos suspeitos, apontado como olheiro, já preso pela polícia, ser funcionário do estabelecimento, que fica em frente ao supermercado cujo malote foi roubado. “Ele trabalha aqui apenas aos sábados e domingos. Quanto ao trabalho dele aqui, nunca me levantou suspeitas”, declara.“Não posso responder pelos atos dele fora daqui. Meu contato com ele é estritamente profissional, e nenhuma intimidade maior”, completa.
 
Segundo Celso, a postagem que circula com uma imagem dele e da noiva, está tendo repercussão negativa que afeta não só a ele como pessoa, mas também o seu negócio. “Estão fazendo circular uma notícia errônea. Isso não atinge apenas o Celso pessoa, mas também o meu negócio, e ainda a minha noiva, que nem com a empresa tem ligação alguma”, lamenta o empresário, que prestou queixa do crime virtual nas polícias civil e militar.
 
“Já falei com meu advogado, e vamos tomar as providências contra pelo menos uma pessoa que já identificamos, e as demais que estão publicando um fato errôneo,  vai ser processada com pedido também de danos morais”, revela.  “As pessoas devem tentar ser corretas com elas mesmas; se você tem uma informação, verifique a veracidade. E se o for, guarde pra você. Não prejudique as pessoas”, finaliza.
Entenda o caso:

Após recolher imagens e depoimentos de testemunhas, a Polícia Militar de São Gonçalo do Sapucaí chegou até um suspeito do assalto no início da noite de ontem. Segundo a polícia, W.A.S. de 28 anos, trabalha próximo ao supermercado e é suspeito de ser o olheiro. A polícia também informou que ele confessou ter participação no crime e que receberia uma quantia pelas informações. Ele foi preso em sua casa no bairro Alto da Aparecida por volta das 20h30.

De acordo com o depoimento do suspeito, ele estava em Varginha no momento do assalto, mas imagens de circuito internos de pontos comerciais da cidade, mostraram ele acompanhado dos assaltantes em outras ocasiões, informou a polícia. Ele foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Pouso Alegre e permanece preso à disposição da justiça. O valor roubado não foi informado, mas no malote continha dinheiro e cheques.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
error: Conteúdo protegido !!