fbpx
Esportes

Campeão mundial de surf revela bastidores de recuperação para Saquarema

Em nova série, o mineirinho Adriano de Souza mostra rotina de tratamento antes de entrar no mar na etapa brasileira do Mundial de Surf

“Estava entrando na água, quando a prancha engatou na areia. Veio a onda e fiquei sem saída. No momento em que eu coloquei o pé no chão, meu joelho torceu pelo impacto da onda. Ali, já senti que havia rompido algo grave”. Assim como as ondulações do mar, essa cena vai e volta na mente de Adriano de Souza desde outubro de 2018. Prestes a retornar às competições nos próximos dias, na etapa de Saquarema da WSL, o surfista brasileiro revelou os bastidores do tratamento, dos seus rituais e da alimentação nestes últimos meses que antecederam essa volta.

“Minha cabeça está 100% para Saquarema, pois visualizo isso desde janeiro. Fiz as contas, briguei com os médicos, já briguei com todo mundo, pois esse campeonato é o que eu almejo. Quero ver o presente e viver o futuro. E o futuro para mim é Saquarema. Não vejo a hora de colocar os pés naquela praia, pegar a lycra de competição e dar o meu melhor”, relata o surfista, que guarda boas recordações do local, como o título da etapa em 2017.

Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Desde a constatação do estiramento parcial do ligamento colateral medial com ruptura do ligamento cruzado, durante etapa de Peniche (POR), da última temporada do Mundial, Mineirinho tem focado na recuperação. Um dos protagonistas da série especial “Se Prepara”, produzida pela Red Bull, Adriano de Souza detalha o seu tratamento e os trabalhos físico e mental antes de retornar ao mar.

“Eu tenho acompanhamento da medicina esportiva, que me ajuda muito no condicionamento. Ela mudou a minha vida completamente. Geralmente, uma pessoa normal, que tem lesão semelhante, faz uma hora de fisioterapia por dia. Eu tenho seis horas por dia. Acordo e durmo em função da lesão. Essa dedicação faz com que o retorno seja precoce”, diz o atleta, ao longo de um dos episódios.

Entre as atividades durante o tratamento, Adriano fez exercícios com um elástico nas duas pernas para proteger a região e trabalhar as musculaturas de quadril, coxa, joelho e tornozelo, todas muito exigidas para quem praticar surf. Outras tarefas incluem ‘movimento no keiser’ (unindo agachamento e força) e slide com bola (para prender atenção na direção do objeto e aliviar tensão no joelho) antes do estágio final, no salto, cujo acúmulo de força exige mais da região lesionada.

Comunique-se

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
error: Conteúdo protegido !!