fbpx
Economia

Bons preços favorecem a produção mineira de algodão

Minas Gerais deve registrar crescimento de 52,2% na safra do algodão e alcançar 151 mil toneladas. A área plantada deve chegar a 39,4 mil hectares, com aumento de aproximadamente 58% em relação à safra anterior. Os números fazem parte do sexto levantamento de safra realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que foi analisado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Na avaliação do subsecretário de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez, o cultivo do algodão, no estado, tem registrado aumentos significativos nos últimos anos.

“Isso se deve aos bons preços alcançados nos mercados externo e interno. O cenário mundial aponta para uma estabilização ou mesmo redução na safra dos principais países produtores (China, Paquistão, Índia e EUA), com a redução do nível dos estoques. Isso foi o fator determinante para o aumento de área plantada e volume registrados, tanto em Minas como em todas as regiões produtoras no país”, explica.

Os dados recentes das exportações mineiras de algodão demonstram o cenário favorável para a cultura. Em fevereiro, de acordo com levantamentos do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), analisados pela Seapa, Minas Gerais registrou crescimento tanto no volume embarcado, quanto no valor das exportações, acompanhando a tendência nacional.

O valor das exportações mineiras alcançou US$ 7,6 milhões, com crescimento de 40,99% em relação ao mesmo período do ano passado, e o volume atingiu 3,5 mil toneladas (+78,8%). A produção mineira de algodão é exportada para 34 países. Vietnã, China, Bangladesh, Cingapura e Argentina respondem pela compra de 67% do total do algodão exportado pelo estado.

Programa de Incentivo

Esse resultado contribui para o fortalecimento do Programa Mineiro de Incentivo à Cultura do Algodão (Proalminas), na medida em que amplia a disponibilidade da pluma para as indústrias têxteis instaladas no estado. Por meio do Proalminas, o produtor tem garantida de compra de sua produção pelo preço de mercado, mais um adicional de 7,85% no valor. As indústrias que participam do programa têm o compromisso de comprar uma cota do algodão produzido e beneficiado no território mineiro.

Na outra ponta da cadeia, as indústrias têxteis têm assegurada a desoneração fiscal junto à Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), por meio da isenção de 41,66% do crédito presumido de ICMS, ao adquirirem o algodão certificado dos produtores mineiros, o que viabiliza a competitividade da tradicional indústria têxtil mineira.

Com o benefício fiscal, a indústria destina 1,5% dos recursos ao Fundo de Desenvolvimento da Cotonicultura (Algominas), responsável pelos investimentos no aprimoramento da atividade no estado. A parceria entre todos os elos da cadeia produtiva, neste programa do Governo de Minas, executado em parceria com a Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa), tem garantido não apenas a quantidade, mas a qualidade do algodão mineiro.

Minas Gerais ocupa o sexto lugar no ranking nacional da produção de algodão, mas a cultura se destaca pela importância socioeconômica, especialmente no Norte de Minas, onde as lavouras ocupam área de 1 a 3 hectares, conduzidas pelos pequenos produtores. “São áreas pequenas, mas a atividade tem grande impacto como fonte geradora de renda e emprego, numa região onde são poucas as culturas que resistem aos períodos de seca”, ressalta o subsecretário João Ricardo Albanez.

 

Fonte
Agencia minas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.