fbpx
Notícias

Blitz educativa alerta sobre o uso do cinto de segurança

Pesquisa feita pela Arteris mostra que 9% dos motoristas mineiros não utilizam o cinto de segurança, ainda que raramente. Ação sensibilizará motorista e passageiros sobre a importância o uso do dispositivo

Nesta quinta-feira (14), a Arteris Fernão Dias realizará uma blitz educativa com ônibus de viagens, para alertar passageiros e motoristas sobre a importância do uso do cinto de segurança. A campanha “Tô de cinto tô seguro”, promovida em parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), tem por objetivo sensibilizar empresas e usuários de transporte coletivo.

A blitz tem início as 9h, no posto de fiscalização da PRF, no km 871, canteiro central, em Pouso Alegre/MG. “Precisamos motivar motoristas, passageiros e a população em geral para refletir sobre os riscos de viajar sem o cinto de segurança e chamar a atenção para a importância do respeito à vida”, diz Maria José Finardi, coordenadora de sustentabilidade.

A ação também terá a participação do Projeto Escola Arteris, programa que leva a educação no trânsito para escolas públicas de cidades vizinhas às rodovias. “A educação é o caminho mais eficiente para reduzir fatalidades em nossas estradas. Por isso engajamos os participantes do projeto nessa ação, que também visa alertar sobre a importância do cinto de segurança”, explica a coordenadora dos projetos de educação da Arteris, Maria José Finardi.

Uso do cinto ainda é reduzido

No Brasil, o uso do cinto de segurança é obrigatório para todos os ocupantes do veículo. A infração por passageiro sem cinto é considerada grave pelo Código de Trânsito Brasileiro e o não cumprimento da norma pode acarretar a perda de pontos na carteira, além da multa.

Um estudo realizado pela Arteris com 387 motoristas do Estado de Minas Gerais, entre os dias 27 e 28 de agosto de 2018, examinou a frequência com que os condutores utilizam o cinto de segurança. De acordo com a pesquisa, quase 9% dos entrevistados alegaram que, ainda que raramente, deixam de utilizar o cinto de segurança.  E 35,3% dos motoristas mineiros, não exigem que os passageiros usem o dispositivo.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
error: Conteúdo protegido !!