DestaqueGeral

BLACK FRIDAY: Confira dicas para não cair em golpes virtuais

Segundo a Febraban, atualmente, cerca de 70% das fraudes estão vinculadas à captura de dados pessoais, como senhas, por meio da engenharia social

A Black Friday, realizada em 29 de novembro, é a segunda principal data para o varejo nacional, ficando atrás apenas do Natal. O dia é aguardado tanto por quem vende, em busca dos lucros, quanto para quem compra, aproveitando a data para economizar e renovar equipamentos eletrônicos, eletrodomésticos, roupas, móveis e outros itens. No entanto, é importante ficar atento para não cair em golpes ou fraudes.

De acordo com o diretor adjunto de Prevenção a Fraudes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), José Eduardo Bergo, atualmente, cerca de 70% das fraudes estão vinculadas à captura de dados pessoais, como senhas, por meio da engenharia social.

“Geralmente faz uma oferta tentadora e, na verdade, por trás, está ali desejando que a pessoa digite as suas credenciais, número de cartão, senha ou código do cartão de crédito e, com isso, ele rouba as credenciais e efetua o golpe e põe na conta do cliente”, conta.

Por isto, segundo Bergo, é preciso se precaver para garantir segurança e descontos reais nas compras.

“Muito cuidado nos sites que visita. A questão do pagamento de boletos, no código de barra também, verificar se o beneficiário do pagamento é onde ele realizou o negócio do boleto e desconfiar de todos os SMS e e-mails que recebe, que tenham links, não clicar nestes links para digitar senha, digitar agência, conta, número de cartão de crédito. Então, muito cuidado com isso”, alerta.

Segundo uma pesquisa divulgada pelo Google, a intenção de compras dos internautas durante a Black Friday deste ano aumentou 58% com relação ao ano passado. A pesquisa entrevistou 1.500 consumidores online de todas as regiões do país e, pelo menos 69% deles, já sabem o que vão comprar e só estão esperando a oportunidade para isso.

Agência Rádio

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: