Notícias

Após dois anos, Igrejinha da Pampulha será reaberta hoje

A Igreja de São Francisco de Assis, no Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte, reabre suas portas nesta sexta-feira (4) e poderá realizar batizados, casamentos e missas.

Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a igreja, projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, foi a primeira no Brasil construída no modelo modernista.

A obra recebeu investimentos de R$ 1,07 milhão do governo federal por meio do instituto. A igreja estava fechada desde 2017.

A cerimônia de entrega ocorre no dia de São Francisco de Assis, patrono da igreja. Os procedimentos de restauração incluíram revitalização de piso, revestimentos, pinturas, impermeabilização e recuperação de elementos danificados.

A obra também removeu o forro da nave, instalou telhas e calhas, revisou a instalação elétrica e reformou sanitários. Os serviços foram feitos pela prefeitura de Belo Horizonte e pelo Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

História

Construída entre 1942 e 1943, o imóvel foi entregue à igreja apenas no fim da década de 1950 por causa da recusa de dom Cabral, primeiro arcebispo de Belo Horizonte, de consagrar a Igreja em razão de suas formas modernas, que contrariavam os padrões religiosos da época. Em 1959 a igreja foi consagrada como templo religioso por dom João de Rezende Costa.

O templo é reconhecido como Patrimônio Cultural Brasileiro desde 1947. Ele está inserido no Conjunto Moderno da Pampulha, reconhecido como Patrimônio Mundial desde 2016.

A igreja tem painéis e pinturas de Cândido Portinari, esculturas de Alfredo Ceschiatti, arte abstrata em pastilhas de Paulo Werneck e paisagismo no entorno de Roberto Burle Marx.

Investimentos

Além da obra na igreja da Pampulha, o Iphan entregou sete obras no estado, com destaque para a restauração do Teatro Municipal de Sabará. Mais nove estão em execução.

O investimento total é de aproximadamente R$ 40 milhões.

Agência Brasil

Mostrar mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios