fbpx
DestaqueNotícias

Adolescente suspeito de planejar ataque em Suzano é apreendido

Ele é apontado pela polícia de instigar o massacre, além de ter ajudado na compra de armas e outros itens para o crime

A Polícia Civil de São Paulo apreendeu o terceiro suspeito de planejar o massacre que matou 10 pessoas e deixou dezenas de feridos no Colégio Estadual Raul Brasil, em Suzano. Ele é acusado de instigar o ataque e teria ajudado na compra de armas e outros itens usados no dia, segundo o site Metrópoles.

O jovem de 17 anos foi apreendido logo pela manhã, e após passar por exames no Instituto Médico Legal (IML), ele chegou ao Fórum de Suzano por volta das 8h40 desta terça-feira (19/3), na companhia da mãe.

A juíza da Vara de Infância de Juventude do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), Erica Marcelina Cruz, decidiu que o jovem deve ficar em uma cela separada por no máximo cinco dias, até encontrar uma vaga para ele. Ela aguarda a chegada de um advogado.

Após a realização da perícia em celulares dos envolvidos e coleta de depoimentos, inclusive de parentes dos autores e do suspeito, a polícia chegou à conclusão que há indícios claros de que ele arquitetou o massacre com o adolescente de 17 anos e o rapaz de 25 que executaram oito pessoas, entre estudantes e funcionários da escola, na última quarta-feira (13).

Nessa segunda-feira (18), os delegados responsáveis pelo caso e promotores do Ministério Público de São Paulo (MPSP), se reuniram na capital paulista. A polícia entregou um relatório que detalha qual foi a participação dele no caso e defende a apreensão preventiva do menino.

Esta é a segunda vez que a Polícia Civil de São Paulo pede a detenção do suspeito. Na última quinta-feira (14), o adolescente foi ouvido no Fórum de Suzano. Ele acabou liberado após prestar depoimento por quase três horas. Na ocasião, os promotores não viram consistência na acusação da Polícia Civil e não acataram o pedido.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.