fbpx
DestaqueNotícias

1ª dia de Expocafé com muito movimento de produtores interessados em fazer bons negócios

Um dia de sol e movimento na abertura da 22ª Expocafé, em Três Pontas/MG. Assim que os portões de entrada da Feira foram abertos, começaram a chegar os primeiros visitantes. Produtores querendo saber preços, formas de pagamento, prazos, financiamentos. Antônio Carlos Grillo foi um desses visitantes. Ele esteve presente com a família, do município de Monsenhor Paulo/MG, para “umas andanças e umas investigações”, conforme ele, se referindo aos preços de insumos e de algumas peças de trator e máquinas para a colheita.

“A gente vai comprar apenas umas peças, um par de pneus para tocar a colheita”, diz. A esposa, Maria Helena Arantes, que visitou a Expocafé pela primeira vez, adorou o que viu. “Eu sempre queria vir, mas cada ano era uma coisa e eu não conseguia. Hoje estou ajudando a decidir o que vamos comprar.”  O casal, acompanhado de três dos seis filhos, passou um bom tempo no estande da Mahindra, decidindo sobre a compra de implementos novos.

Geraldo Reghin e o filho Davi Roque Reghin, de Varginha/MG, também investigaram todos os cantos da feira atrás de novidades. Interesse mesmo foi por insumos e as condições oferecidas pela empresa de energia voltaica. Clesius Miranda veio de Carrancas/MG na companhia de produtores de queijos, que trouxeram amostras do produto artesanal para degustação na Expocafé, e também foram conhecer o estande da Minasul.

O Diretor Técnico de Desenvolvimento da Minasul, Bernardo Reis Teixeira Paiva, explica que o primeiro dia é sempre uma oportunidade para o reconhecimento da Feira por parte dos visitantes. “Todo mundo anda, pesquisa, conhece e depois fecha negócios”. O grande desafio é atender bem a todos os visitantes. “A Minasul está aqui com uma boa estrutura, a equipe trabalhou muito para trazer à Expocafé as melhores condições, tanto de oferta de produtos quanto de possibilidades de negociações, prazos de pagamento, linhas de financiamentos e o sistema barter, que oferece a troca de produtos por café. Nosso empenho é proporcionar aos visitantes soluções que os atendam de fato”, disse.

Para o gestor do Sebrae, Arrison Tavares, a importância de parcerias como a que a entidade mantém com a Minasul, é a implantação de uma nova cultura, em que a gerência dos custos de produção seja levada em conta como o primeiro princípio de garantia do lucro. “Na verdade, o mais importante é o domínio de conhecimento e técnicas que permitam ao cafeicultor gerir o seu custo de produção. Esta é a melhor forma de assegurar produtividade e lucro”, ressalta.

A Expocafé segue até sexta-feira (17) com cerca de 200 expositores e um grande portfólio de produtos. O espaço Minasul (estande E5) está de portas abertas para os visitantes e espera que os produtores fechem bons negócios com as vantagens que Cooperativa está oferecendo.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.