Menu
ouro_velho_site.jpg

Boa vence Tupynambás pelo Módulo 2 do Mineiro Destaque

Bruno volta a vencer partida como atleta profissional (Foto: Bruno Ribeiro) Bruno volta a vencer partida como atleta profissional (Foto: Bruno Ribeiro)

No dia 2 de junho de 2010, com um gol de Vágner Love, o Flamengo vencia o Palmeiras por 1 a 0, no Pacaembu, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Esta havia sido a última vez que o goleiro Bruno deixou o campo comemorando uma vitória. Quase sete anos depois, após ser acusado e considerado culpado pelo assassinato e ocultação do cadáver de Eliza Samúdio, o camisa um voltou a comemorar um resultado positivo como profissional. Na noite desta quarta, o Boa Esporte venceu o Tupynambás por 1 a 0, pelo Móddulo II, a segunda divisão do Campeonato Mineiro, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora.

Com o resultado, o Boa Esporte, de Bruno, chega aos cinco pontos e ocupa a 4ª posição no Hexagonal Final da competição. O Tupynambás segue com zero ponto, na lanterna. Na próxima rodada, o Boa Esporte encara o Nacional de Muriaé, sábado, no Melão, em Varginha, às 17h30. O Tupynambás enfrenta o Patrocinense, também no sábado, às 16h, no Estádio Júlio Aguiar, em Patrocínio.

O jogo
A presença de Bruno, que aumentou o interesse do torcedor em geral pelo Módulo II do Estadual, não refletiu em um bom público na partida em Juiz de Fora. Porém, os poucos torcedores que foram ao Estádio Municipal Radialista Mário Helênio viram o goleiro trabalhar bem nos primeiros 45 minutos. Aos 21, Ygor exigiu boa defesa de Bruno, que espalmou para escanteio. Na sequência após cobrança do corner, Thales cabeceou e o goleiro pegou firme. Após a metade da primeira etapa, o Boa Esporte tentou se soltar, buscando contra-ataques através da velocidade de Leleu e da presença de área de Rodolfo. O Baeta, porém, seguia mais perigoso. Aos 38, Tony arriscou de fora da área e acertou o travessão, mas não conseguiu movimentar o marcador no primeiro tempo. No último lance da primeira etapa, o Boa criou sua melhor oportunidade, através de cabeceio de Paulo Victor, defendido por Igor Rayan. 

Mais preso no primeiro tempo, o Boa Esporte voltou para o segundo tempo disposto a buscar a vitória. Danilo Souza entrou na vaga do lateral-esquerdo Elivélton no intervalo e, aos cinco e aos sete minutos, teve oportunidades para balançar as redes. Porém, na primeira ele finalizou para fora e, na segunda, parou em Igor Rayan. A superioridade da equipe de Varginha em campo resultou na abertura do placar. Aos 25, Léo Baiano cruzou da direita e Felipe Mattioni completou para o gol Baeta. Em desvantagem, o Tupynambás esboçou uma reação e começou a pressionar. Thales,  de cabeça, aos 29, assustou o goleiro Bruno. Aos 34, o Boa teve a chance para definir o jogo. Leleu foi derrubado por Arlan, que foi expulso, dentro da área. Na cobrança do pênalti, Radamés parou em Igor Rayan que fez grande defesa. O Baeta ainda tentou buscar a igualdade no marcador, mas não conseguiu evitar que Bruno voltasse a sair vencedor em uma partida profissional.  

Fonte: Globoesporte

Comentar usando o Facebook:

voltar ao topo

logo sapuca

 

Últimas Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
Prev Next
Info for bonus Review bet365 here.

Whatsapp banner